Descubra as diferenças entre os tipos de empréstimo

Entender as diferenças entre os tipos de empréstimo é a melhor forma de garantir que você vai escolher a melhor modalidade para você. Independente de se você precisa do crédito para sanar dívidas, dar a entrada em um imóvel, reorganizar a sua vida financeira ou fazer uma compra, com certeza existe um tipo perfeito para você.

Porém, escolher uma modalidade sem planejamento pode fazer com que você se enrole com as dívidas. Então, antes de assinar qualquer contrato, não deixe de ler este artigo até o final. Assim, você consegue avaliar melhor as vantagens e desvantagens de cada modalidade!

Vamos começar?

Descubra as diferenças entre os tipos de empréstimo

Juros

Antes de tudo, sempre queremos saber quais são as taxas de juros. Neste caso, o modelo com os menores valores é o empréstimo consignado. Isso porque essa modalidade estipula o valor máximo de 30% do salário do funcionário para cada parcela.

Em segundo lugar, está o empréstimo pessoal. Apesar de as taxas serem um pouco mais altas que no primeiro caso, elas ainda estão dentro do valor aceitável pelo mercado e não são abusivas.

Já o empréstimo rotativo do cartão de crédito e o cheque especial costumam ter taxas bastante altas. Portanto, evite estes modelos ao máximo.

Tempo de pagamento

Neste caso, o empréstimo consignado e o pessoal também são mais vantajosos. Em ambas as modalidades, é possível escolher o tempo de pagamento. Mas atenção: quanto mais parcelas, maiores serão as taxas de juros.

O cheque especial geralmente oferece o período de um dia útil para pagamento sem a cobrança de juros. Após esse tempo, as taxas são bastante altas e aumentam conforme os dias passam.

Já o empréstimo rotativo geralmente oferece um prazo pré-determinado para que você consiga fazer o pagamento total da fatura.

Empréstimo para negativados

Quando você tem o nome incluso nos órgãos de proteção ao crédito, fica mais difícil conseguir a margem para empréstimo. Nesse caso, o consignado pode ser a única opção viável.

Caso você tenha o pagamento do cartão de crédito em dia, também será possível continuar utilizando esse limite de crédito. Porém, tome cuidado: é muito fácil se perder no pagamento e também perder essa opção.

O cheque especial e o empréstimo pessoal são quase impossíveis de conseguir caso você esteja negativado. Portanto, procure sempre cuidar da sua vida financeira para não entrar nessa situação!

Trabalhadores registrados x autônomos

Quando você trabalha com a carteira assinada, fica mais fácil conseguir um empréstimo. Isso porque o consignado é firmado entre a empresa e a instituição financeira, oferecendo mais segurança do pagamento.

Vale ressaltar que é preciso trabalhar neste modelo por pelo menos 6 meses antes de solicitar a contratação.

Agora, quem trabalha de forma livre geralmente precisa solicitar o empréstimo pessoal. O cheque especial e o empréstimo rotativo também estão disponíveis para esse público.

Agora que você conhece as principais diferenças entre os tipos de empréstimo, chegou a hora de começar a sua pesquisa. Compare as diferentes taxas presentes no mercado para ter a certeza de que você fará a contratação com os menores juros.

Não esqueça também de manter a sua vida financeira organizada para evitar o descumprimento do acordo. Quando você deixa de pagar a parcela de um empréstimo, as taxas podem se tornar bastante abusivas.

Nesse caso, existe a possibilidade de que você se endivide ainda mais e não consiga sair dessa situação. Portanto, coloque sempre o planejamento em primeiro lugar para evitar que isso aconteça!

Veja aqui mais conteúdos exclusivos sobre empréstimo!

Se você inda tiver alguma dúvida sobre as diferenças entre os tipos de empréstimo, utilize o espaço abaixo para deixar a sua pergunta. Aproveite também para compartilhar o artigo nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *